50 Anos do Golpe, Ditadura Nunca Mais (2)

Parte de depoimento de Geraldo Oscar (1921-2012), que presidiu o Sindicato dos Metalúrgicos de João Monlevade no período de 1959 a 1964, ao Cerem (Centro de Referência e Memória do Trabalhador), em que fala sobre o golpe militar de 1964 e a intervenção na entidade –

Gostaria de deixar [registrada] também uma passagem muito triste que eu tive no sindicto, quando eu fui preso, eu tive os meus direitos políticos cassados. Porque, além de ser presidente do sindicato, eu fui vereador da comarca de Rio Piracicaba por duas legislaturas consecutivas. Eu era do PDT, não, PTB. Eu era do Partido Trabalhista Brasileiro. E quero deixar bem claro uma coisa pra vocês também. Foi uma das coisas que eu fiz com maior prazer foi ser representante nem só dos operários de João Monlevade, como também do município de Rio Piracicaba. Na época eram três anos. Foi de 58 a 61, 61 a 64.

[Quando houve eu golpe, eu] estava ainda eu atividade, não só como presidente do sindicato, como também vereador de Rio Piracicaba. (…) Então, o pessoal de Rio Piracicaba que já tinha uma pequena desavença com todos os vereadores de João Monlevade, eles aproveitaram e nos afastaram também da Câmara de Vereadores, (…) Eles nos afastaram e lá já viemos, de dentro da Câmara Municipal de Rio Piracicaba, presos. Eu, Geraldo Oscar de Menezes, Zacarias Assunção, vocês lembram muito bem que foi, quem era Zacarias Assunção lá em Monlevade, era um enfermeiro. Nós saímos presos lá da Câmara, já viemos direto para o Dops, Departamento de Ordem Política e Social, de Belo Horizonte. Ali nós ficamos presos por 30 dias. Eu quero dizer pra vocês também, quero deixar bem claro, que fique bem gravado: nosso presidente, Luís Inácio Lula da Silva também foi um grande sindicalista. Eu posso dizer pra vocês o seguinte: ele esteve preso 31 dias e eu tive 30 dias.  Ele teve num mês de 30 dias, eu tive num mês de 30 dias. Mas graças ao pai celestial e com muita honra tanto para ele como para eu, nós nunca negamos as nossas origens, mesmo sendo um simples operário metalúrgico. (…)

Geraldo Oscar (1921-2012) - Foto: Wir Caetano - Acom/Sindmon-Metal

Geraldo Oscar (1921-2012) – Foto: Wir Caetano – Acom/Sindmon-Metal

***

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s