Resumo em Décadas

1951 – Fundação do Sindicato dos Trabalhadores Metalúrgicos de Rio Piracicaba, sediado no distrito de João Monlevade. Até então, a representação sindical dos trabalhadores da Cia. Siderúrgica Belgo-Mineira tinha sede apenas em Sabará.

1951 é também o ano em que é produzido o primeiro LP no Brasil. Esse LP tinha, entre suas faixas, a canção “Cuba Libre”.
A palavra “livre” não se aplicava ao sindicalismo brasileiro da época. O país vivia a segunda fase do getulismo e os sindicatos eram atrelados ao Estado.

Após o fim do getulismo, da era JK e da rápida passagem de Jânio Quadros pelo poder, João Goulart se torna presidente em 61.

É na era Jango que acontece a primeira greve com piquete em Monlevade, em 1962, liderada por Geraldo Oscar, o presidente que inaugurou o sindicalismo combativo na cidade. Na gestão de Oscar, os trabalhadores conseguem vitórias importantes, como o pagamento de horas extras e eleições livres para delegados sindicais.

A gestão dele foi interrompida em 64, com o golpe militar. Oscar e outros diretores foram demitidos e presos. O tenente Amaro Corgozinho assume interinamente o sindicato e, em 65, Alencar de Assis é nomeado interventor.

Em 68, o general Costa e Silva edita o Ato Institucional nº 5 (AI-5). Política de cabresto e sangue.

Após 10 anos de silêncio, do “milagre brasileiro” e dos “90 milhões em ação” da Copa do Mundo, acontecem, em 1978, duas greves muito significativas. As greves em Monlevade (sob comando de João Paulo Pires de Vasconcelos) e no ABCforam as primeiras no Brasil após o AI-5.
Não há unanimidade, mas alguns historiadores consideram que essas greves precipitaram o fim do regime militar.
Em dezembro daquele ano, Ernesto Geisel decretava o fim do AI-5.

João Paulo se tornaria uma referência para outros sindicalistas e viria, mais tarde, a se tornar deputado constituinte, sendo um dos responsáveis pela inclusão de direitos sociais e trabalhistas significativos na Constituição de 1988.

É na década de 70, em que o sindicato, depois de João Paulo, foi presidido por José Villar Sobrinho, que nasce o personagem “Zé Marreta” (que, mais tarde, viraria nome do boletim da entidade).

Esse é também um período de ampliação da base sindical, com inclusão de trabalhadores de empreiteiras a serviço da então Companhia Siderúrgica Belgo-Mineira.

Nos dias 07, 08 e 09 de fevereiro de 1980, aconteceu o Encontro de João Monlevade, que reuniu importantes lideranças do movimento sindical e popular, como Lula e Frei Beto e que deu origem à Articulação Nacional dos Movimentos Populares e Sindicais (Anampos). A Anampos está na base da formação da CUT (Central Única dos Trabalhadores).

A década de 80 é um período difícil para o sindicalismo. Arrocho salarial e demissões.
Em 83, 150 trabalhadores são demitidos pela Belgo. Em 84, após uma greve, mais 94 demissões.Mas também se faz ouvir a resposta dos metalúrgicos…

Em 86, acontece a mais longa greve do sindicato: 23 dias. A professora Celeste Maria Semião comandou um movimento de apoio das mulheres à greve, movimento esse que acabou por envolver outros setores da sociedade.

Em 89, com Ramos presidindo o sindicato, os trabalhadores conseguem a implantação da tabela francesa, que tornava menos desumano o sistema de revezamento. Outra conquista com Ramos: cooperativa de consumo.

Marca os anos 80, ainda, a fundação da Casa do Trabalhador, que, até 1990, reuniu sindicalistas, intelectuais e líderes comunitários.

Wilson Bastieri preside o sindicato no período de 91 a 93 e, já, no primeiro ano de mandato, lidera uma greve bem sucedida, apesar do cenário difícil.

Em 93, assume a presidência Luiz Cláudio do Patrocínio, que teve um papel importante à frente do sindicato, na transição do cenário do país para os novos desafios impostos pelo cenário neoliberal.

Em 94, a Belgo responde às greves com suspensão de 15 diretores do sindicato e demissão de outros seis, acusados de “falta grave”. Mas ação judicial reintegrou ao trabalho cinco deles.

Na gestão de Luiz Cláudio, se concretiza a criação da Rádio Comunicativa, mais um instrumento de diálogo com a comunidade.

Luiz Cláudio cumpriu três mandatos e, em 2002, assume a presidência José Quirino, que seria reeleito para as gestões 2005-2008 e 2008-2011.

Quirino alavancou processo de modernização sindical, consolidou o forte relacionamento com a comunidade e se pautou por negociações responsáveis e eficazes com a empresa.
Foi sob sua liderança que se ampliaram ações culturais e sociais do Sindicato, em iniciativas da própria entidade ou em parcerias com terceiros: oficinas de capacitação, eventos de lazer e cultura, apoio a entidades.

A sede do sindicato foi ampliada, para abrigar um serviço de atendimento médico e o Centro de Referência e Memória do Trabalhador (Cerem), iniciativas de Quirino.

Sua gestão foi pontuada também por vitórias em ações judicias em favor de trabalhadores. Na mais ampla delas, um total de R$3,7 milhões, relativos a correção de FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) foram distribuídos a quase 300 associados.

Em 1º maio de 2011, assumiu a presidência Luiz Carlos da Silva (Beiço), com uma história de participação na diretoria do Sindicato desde 1987.
Ele chega ao cargo com a proposta de ampliar a base sindical, inclusive com maior participação das mulheres, aprofundar as relações com a comunidade e buscar aproximação produtiva com a juventude universitária.

Anúncios

3 Comments

    1. O sindicalismo enfrenta uma série de desafios no mundo todo – não é um problema de uma ou outra entidade específica. E, como seu comentário deixa claro, as mudanças e os desafios são tanto para os sindicato quanto para aqueles que efetivamente lhe dão força: os trabalhadores.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s